FERROADAS E PICADELAS

DIZEM QUE A VINGANÇA É DOCE...,
À ABELHA, CUSTA-LHE A VIDA!
***
"UMA BOA ABELHA, NÃO POUSA EM FLORES MURCHAS"
***
"Os livros, são abelhas que levam o pólen de uma inteligência a outra."
***
"TAL COMO AS ABELHAS, AS PALAVRAS TÊM MEL E FERRÃO"



terça-feira, 25 de maio de 2010

QUE INSECTO É ESTE?

Durante o merecido fim de semana, passar pelo apiário e dar uma olhadela, está a tornar-se um hábito.
E há sempre alguma coisa a constatar, alguma coisa que requer um pouco da nossa atenção.
Não fugiu à regra o passado fim de semana, e a visita ao apiário mais que se justificou.
Uma má notícia, mais uma baixa. Desta feita, o enxame dum cortiço donde havíamos tirado um enxame quando da enxameação, e que estava à cerca de um mês em condições ditas normais, simplesmente desapareceu.
Algo se passou, e o que é certo é que fugiu sem deixar rasto.
Foi uma perca mas, nada que nos desanime. Se fugiu foi porque quis, ninguém o mandou embora… e como tristezas não pagam dívidas....
Na procura de indícios que nos ajudassem a compreender alguma coisa, a cerca de uma dezena de metros do apiário encontrámos um insecto, em tudo semelhante a uma vespa só que, de dimensões anormais. O seu tamanho era de, cerca de 4 cm (imag 01).
Em relação às vespas que habitualmente conhecemos,  (imag 05) , posui algumas diferenças a nível das cores, tem alguma pilosidade, e falta-lhe "aquela cinturinha de vespa"...
Possuía seis patas e quatro asas, e das suas enormes mandíbulas (imag 02) segregava quantidades de líquido (veneno? imag 03), condizentes com o tamanho que ostentava.
Será uma das 110 mil espécies de Hymenoptera, mais uma aberração da natureza como há tantas, ou curiosidades da biodiversidade que ainda desconhecemos?

3 comentários:

Alien disse...

Olá Lopes e J Vinagre,

Trata-se quase decerto de uma Vespa crabro, o dito vespão gigante que aparece muito nos documentários que a National Geographic anda a passar.
Deixo-vos o desafio de encontrarem o ninho e fazerem umas fotografias fantasticas desses animais, mas... cuidado, creio que o ferrão é proporcional ao resto do corpo e não sei se os nossos equipamentos de inspecção são suficientes...

Bom trabalho
Um abraço
JPifano

Abelha Preguiçosa disse...

Mais ou menos pela altura da cresta, ou se calhar um pouco depois, é quando o ataque destes vespões começa a ser mais visível.
Nesta altura já devem ter alguma criação que procura comida para os seus irmãos.
Já tive oportunidade de ver as abelhas defenderem-se deles cobrindo-os e puxando-os para dentro da colmeia, e às vezes vê-se um ou outro morto à frente das colmeias, mas isto não quer dizer que seja fácil para as abelhas defenderem-se deles, pelo contrário, é um predador que pode baixar e bem a população de uma colmeia!
Para mim o problema maior é se houver uma grande população destes vespões na vizinhança de um apiário muito pequeno.
É preciso cuidado com os enxames mais fracos!

Um abraço!
Ricardo Pinto

Anónimo disse...

Como apicultor eu colocaria uma tela excluidora no alvado,assim ficaria bem dificil a penetraçao dessa vespa no enxame.


VISITANTES DESDE MAIO / 2010 Usuários online usurarios online